domingo, 5 de outubro de 2008

LIBERDADE

(Carlos Ramalho / Júnia Ramalho)

Liberdade é um sentimento nobre
É um grito que sai do peito e explode
É o menino que feliz da vida joga bola e corre
Condição fundamental para que a vida se renove

Alguns acreditam que ela simplesmente brote
Outros acreditam que ela se vai com a morte
Não se sabe exatamente como ela ocorre
Mas não há ninguém que dela não se enamore

A liberdade é ousada invade pensamentos
É veloz caminha com a força do vento
É atrevida porque brinca com o sentimento
Mas se nós é tirada causa grande sofrimento

Com o intuito de ganhar é que eu escrevi
Em caso contrário, quem sabe os fiz sorrir?
Mas em caso de vitória não vou resistir
DIRECTV a minha liberdade está aqui
In: 17/08/2000

Nenhum comentário: