quarta-feira, 19 de novembro de 2008

CIDADE DE DEUS

(Carlos Ramalho)

.Exatamente no dia 27 de janeiro de 2004 a população brasileira recebia a inesperada e inacreditável notícia de que mais um filme brasileiro havia sido indicado ao maior prêmio da indústria cinematográfica mundial, o OSCAR®.

Em um clima festivo de surpresa e alegria os brasileiros tinham motivos de sobra para comemorar, afinal foram nada mais nada menos que quatro indicações, incluindo a de melhor diretor, êxito que até então nenhum outro filme brasileiro havia alcançado.
.
Surgiram então as especulações. Luz, câmera, ação e .... pronto. Num piscar de olhos a imprensa mundial direcionava suas desesperadas lentes em busca de mais detalhes, ou melhor, em busca de respostas para tamanho "sucesso". Os críticos e profissionais da imprensa debatiam e apostavam suas fichas sobre as reais chances do filme frente aos demais concorrentes e o que o levou a ser tão aclamado pela academia americana. Mas nesta hora, se pensarmos bem, todo mundo de filme e cinema entende um pouquinho. Não é mesmo?
.
Cidade de Deus, de Paulo Lins, ganhou adaptação para o cinema através do diretor Fernando Meirelles. Considerado pela crítica especializada uma obra de arte sem precedentes, o filme é protagonizado em uma das mais violentas favelas do Rio de Janeiro, a qual dá nome ao título do filme.
.
Narrada em três fases distintas, a história é contada a partir da década de 70 quando começava a surgir o conglomerado da Comunidade Cidade de Deus e com o passar do tempo atinge seu ápice degradativo na década de 90. Em um ambiente hostil e realista o filme retrata em cenas fortes e chocantes a realidade social em que vivem grande parte da população brasileira. Sofrimento, perdas, tristezas, desespero, medo, tensão, angústias são apenas algumas das muitas situações cotidianas expressadas com muita propriedade através das telas. A realidade é nua e crua. Pessoas são fabricadas e tratadas como meros "objetos" descartáveis. Neste contexto fica evidente a falta de perspectivas de um futuro melhor, uma vez que, a exclusão social e o "sub-mundo" do crime são devastadores.
.
Embora considerado uma obra de arte sem precedentes, não se pode desvincular a triste realidade vivida pelas pessoas que moram nestes lugares. Quando falamos sobre OSCAR® automaticamente somos remetidos a um pensamento de moda, beleza, glamour, reconhecimento, enfim somos remetidos a uma realidade bem contrária a existente na Cidade de Deus localizada no Rio de Janeiro. E é justamente sobre está contrariedade que gostaria de contextualizar através deste texto.
.
A Bíblia relata algo muito interessante sobre a verdadeira CIDADE DE DEUS. Em Apocalipse, capítulo 21 encontramos descritas diversas características inerentes a esta maravilhosa cidade. Imagine, por exemplo, um lugar onde você se sinta seguro, feliz, e que não exista falta de nada. Pois bem, é assim que podemos compreender a verdadeira Cidade de Deus.
.
Talvez você ao ler este artigo poderá compreender um pouco melhor a diferença que existe entre a Cidade de Deus localizada no Rio de Janeiro e a Cidade de Deus descrita em apocalipse capítulo 21 fazendo uma auto-análise de sua própria vida. Pode ser que você contrário a sua vontade tem passado por algumas situações que não tem edificado sua vida, por exemplo:

Como você pode perceber há uma grande diferença entre a realidade imputada pela sociedade corrompida e o que diz a palavra de Deus. Meu desejo é que você possa refletir sobre tudo isto aqui abordado e que em teu coração possa brotar algo novo, uma nova esperança, ou seja, que em seu interior possa brotar a certeza de que na CIDADE DE DEUS verdadeiramente há abundância de alegria.

Um forte abraço,

Carlos Ramalho
In: 01/02/2004

Nenhum comentário: