quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

MENSALÃO DO DEM

Não é de hoje que escândalos na política atingem todas as esferas de poder e envergonham a população brasileira. O mais recente episódio envolve o governador de Brasília Jose Roberto Arruda do partido Democratas que foi flagrado recebendo maços de dinheiro pelo já denominado Mensalão do DEM amplamente divulgado pelas emissoras de TV´s de todo o Brasil.

As imagens foram captadas através da operação Caixa de Pandora deflagrada pela Policia Federal que investigava esquema de desvios de recursos públicos envolvendo empresas que pagavam propina a diversos deputados distritais da base aliada do governo. O governador Arruda até que tentou desqualificar a acusação, entretanto não obteve sucesso haja vista as provas irrefutáveis contra ele.

Até o momento mais de onze pedidos de impeacheament já foram protocolados contra arruda. Entretanto o governador vem recorrendo a justiça e costurando acordos para se manter no cargo e no partido, uma vez que, o DEM promete expulsá-lo dos quadros da legenda.

Mais uma vez fica a lição de que é preciso haver uma ampla renovação nos quadros políticos do país. José Roberto Arruda não merecia legitimidade desde que juntamente com Jader Barbalho e Antonio Carlos Magalhães violaram o painel de votação do Senado na sessão que cassou o mandato do então Senador Luiz Estevão.

Agora, Arruda tenta de tudo para se manter no poder até mesmo ordenando ataque da tropa de choque e da cavalaria para dispersar manifestação de estudantes em Brasília. Cenas inaceitáveis de truculência digna do período ditatorial já vivido e repudiado por todos os brasileiros. Fica evidentemente comprovada a falta de escrúpulos e de legitimidade do dito distinto governador.

A melhor resposta para questões desta natureza é promover uma reorganização política no tocante a extirpar através do voto estes vampiros que há muito tempo vem sugando o “sangue” fruto do trabalho de cada cidadão brasileiro.

Voto consciente! Pra seguir em frente! É assim que se faz.

Carlos Ramalho

Nenhum comentário: