sexta-feira, 23 de julho de 2010

Mensagens Diárias - Período 02/08 a 06/08/2010

06/08 - sexta-feira
Como é bom perceber o cuidado de Deus em nossas vidas. Fazemos planos mas a resposta sempre vem de Deus e o mais importante é que vem na hora e no tempo certo, o que demonstra que de nada adianta ficarmos ansiosos, poisa benção de Deus quando chega traz paz, alegria e a certeza de que em tempo algum devemos duvidar do agir de Deus.

05/08 - quinta-feira
Nem sempre é aconselhável desisitir de certas conquistas mediante o cenário contrário que se apresenta diante dos olhos. Planejar ações simples, convergentes e que acima de tudo agreguem valores, de maneira a atingir os objetivos propostos é sem dúvida nenhuma realizar e acreditar em sonhos.

04/08 - quarta-feira
Uma palavra faz toda a diferença, principalmente na forma de se transmitir uma mensagem. E não há melhor que perceber o quanto uma palavra positiva cumpre o seu papel transformador no tocante a gerar um ponto de vista reflexivo e agregador.

03/08 - terça-feira
A construção de caminhos aternativos não se faz da noite para o dia, assim como num passe de mágica. Leva tempo, dedicação, serviço e entrega. Geralmente é assim plantamos as sementes e no tempo certo os frutos se darão a conhecer.

02/08 - segunda-feira
A tecnológia é assim...convergente, necessária, porém as vezes da uns "bisil" que ninguém merece, pois altera a rotina do compartilhar conhecimentos e experiências. Assim só resta esperar com paciência pelo pleno restabelecimento da normalidade para que se possa cumprir o propósito de usar a tecnologia para abençoar. "Voltamos".

Mensagens Diárias - Período 28/06 a 01/08/2010

Não houve envio (celular estava com problema)

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Em Foco: A QUEDA DE UM ÍDOLO: DE HERÓI A VILÃO


Nem bem esfriou o triste episódio envolvendo, a queda do imperador Adriano, se assim posso dizer, e mais um caso de policia comprometendo outro jogador de futebol tem atraído os olhares incrédulos da opinião pública brasileira. A bola da vez é o já ex-goleiro Bruno, principal acusado de participar da morte de sua ex-amante, Elisa Samudio. A cada dia que passa as investigações trazem a tona detalhes de um crime chocante, sórdido, macabro, que por um dado momento, indiferente das motivações, conduz a uma reflexão introspectiva, acerca de como uma pessoa pode ser tão desumana para com outra?
.
Não é novidade que célebres jogadores de futebol enfrentaram uma infância difícil, restritiva. Porém, contrariando expectativas de que seria apenas mais um na multidão, Bruno acreditou nos sonhos. Por apresentar um diferencial competitivo seja por vocação, ou até mesmo profissão, trilhou um caminho em que alcançou o estrelato, e conseqüentemente fama e dinheiro.
.
Como que num piscar de olhos o anonimato se tornou coisa do passado, pois o belo desempenho dentro dos gramados credenciou Bruno ao posto de herói e logo passou a ser aclamado como ídolo por sua apaixonada torcida. Assim a exposição maciça pela mídia e as benesses que o futebol oferece só vem contribuir para que crianças, jovens e adolescentes desejem trilhar o mesmo caminho “dito” de sucesso de seus ídolos-heróis, pois atuar em um time profissional é o sonho de todo garoto.
.
O tempo passa, e de repente começam a pipocar escândalos envolvendo o herói da massa. Rachaduras no castelo encantado começam a aparecer. Em meio a tantas conversas e controversas, aliados correm desesperadamente para tapar as trincas. Porém o estrago começa a abalar a estrutura e toma proporções gigantescas. A cada momento surge um novo fato e por fim uma derradeira testemunha aparece. De repente o castelo vem ao chão. Xeque mate! Sucumbiu-se o herói! E com ele seu reinado e liberdade.
.
O aparente espanto espelhado no olhar das pessoas que acompanham o caso Bruno é de que o mesmo passou de herói a vilão, fruto do contraditório no que se refere afirmar que fama e dinheiro nem sempre traz estabilidade em seu sentido amplo a vida das pessoas. A história do herói dos gramados, outrora tão aclamado, agora nos quadrinhos ganha um triste fim, deixando uma lacuna de perguntas sem respostas e definitivamente um cartão vermelho para o quesito comportamental no que se refere à violência praticada.
.
Por fim, a falta de bases sólidas e estruturadas reacende, quando refletimos sobre o caso Bruno, que de nada adianta viver uma vida ao dito “melhor” estilo, pois mais cedo ou mais tarde um abismo acaba chamando outro abismo, como diz um conhecido provérbio.
.
Forte abraço,

Carlos Ramalho
www.carlosramalho.com.br

Mensagens Diárias - Período 21/06 a 25/06/2010

25/06 - sexta-feira
Não houve envio.
.
24/06 - quinta-feira
Existem alguns valores que são inegociáveis. A familia, por exemplo, é um deles. Não há nada que substitui bons momentos em família. O tempo, o emprego, a robustez e a vitalidade, tudo isto passa. Já a família permanece: firme, unida, pronta para mutuamente se fortalecer. Repensar valores é tarefa diária. Já pensou nisto?
.
23/06 - quarta-feira
Seguir em frente e não desanimar diante dos obstáculos só é possível quando se age pela fé. Desta forma mesmo quando ao atravessar barreiras parecer que as forças se foram e não ter obtido sucesso, RECOMECE, pois o falhar é do homem, mas o levantar é de Deus.
.
22/06 - terça-feira
As vezes o tempo necessário entre a concepção e a maturação de um projeto em seu mais amplo aspecto é demasiadamente lento. Não é atoa que ondas de ansiedade até tentam nos desanimar, porém aquele que começou a boa obra é fiel e justo, para que ao devido tempo possa completá-la.
.
21/06 - segunda-feira
Nem sempre é tarefa fácil traduzir em palavras o que sente o coração. De um lado o inconformismo silencioso; De outro a expectativa de novos tempos. O certo é que de nada adianta oscilar entre a euforia e o desânimo, pois quando não se tem constância, perseverança as conquistas não se realizam.

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Em Foco: ALERTA GERAL: CONTRA FATOS NÃO HÁ ARGUMENTOS

Belo Horizonte - MG - 01/07/2010
.
Existe um famoso ditado popular que diz não haver argumentos diante de fatos. Este celebre jargão se aplica com propriedade quando o assunto é política. A sociedade brasileira vem evoluindo e tornando-se cada vez mais exigente diante do trato da coisa pública. A doce ilusão ilustrada em falas do tipo “rouba, mas faz” é coisa do passado, prova disto foi à mobilização da sociedade em prol da aprovação do Projeto Ficha Limpa, que, aliás, já esta valendo para esta eleição.
.
Dentro do contexto acima não se pode baixar a guarda. É preciso estar atento as diversas manobras que por ai ronda. Não é de hoje que algumas pessoas vêm buscando na política o lugar tido como ideal para o fim de carreira. Não são poucas as celebridades que tem se utilizado desta manobra Brasil afora. O que chama a atenção não é apenas o fato do despreparo total de alguns postulantes, mas o exemplo contraditório pessoal e profissional implícito em suas biografias.
.
A sucessão familiar é outro calo no sapato da sociedade. É sempre assim, o legado político, vai sendo passado de pai para filho de geração em geração. Renova-se a força física, se assim pode-se dizer, porém permanece o mando das velhas práticas das velhas idéias. Desta forma as instituições democráticas acabam sendo utilizadas como verdadeiros patrimônios particulares de seus mandatários.
.
Até aqui nesta linha de raciocínio este artigo poderia ser intitulado como: Política. Fim de Carreira? Porém quero convidá-lo (a) à refletirmos um pouco mais sobre o momento político sem precedentes pelo qual passamos.
.
Os acontecimentos dos últimos meses vêm demonstrando um rearranjo significativo no cenário político nacional. A conotação mais evidente é a ocorrência de um perde-ganha; um toma lá da cá ou coisa do gênero. Algo do tipo briga de partido grande, ou seja, manda quem pode, obedece quem tem juízo. Neste contexto, tanto nas esferas estaduais quanto federal ilustres figuras desfilam de um lado a outro no melhor estilo: o do ataque. Alias, também diz um ditado popular que “o ataque é a melhor defesa”, o que nem sempre condiz com a verdade.
.
Assim no foco desta abordagem quero acreditar que o melhor ataque ainda esta por vir:
.
De um lado o ataque que venha superar as expectativas dos cidadãos que anseiam que as farpas, picuinhas e divergências político-partidárias dêem lugar a coletividade ao debate amplo de idéias; a construção de propostas consistentes, embasadas que demonstrem o potencial e comprometimento de que o país possa ser conduzido a um crescimento vigoroso e sustentável.
.
De outro o ataque democrático e consciente de cada cidadão que irá a urna eleger seus representantes (Deputados Estaduais, Federais, Governador, Senador e Presidente da República) de forma a expressar através do voto uma mensagem direcionada a todos aqueles que sempre se acharam acima do bem e do mal de forma a dizer: a farra acabou é chegado novo tempo.
.
Estamos a poucos dias do início de mais uma acirrada campanha eleitoral. Portanto, procure se informar e participar através do debate de idéias, conhecendo os candidatos, de forma a contribuir para um processo político cada vez mais seleto e abrangente.
.
Lança-se a semente. Rega-se a semente. E no devido tempo colhem-se os frutos. Assim é a política, ou pelo menos deveria ser.
.

Forte abraço,.