quinta-feira, 7 de abril de 2011

Tragédia na Escola em Realengo - RJ

Por Carlos Ramalho

.

Confesso que é difícil ser imparcial em momentos de grande clamor social. A tragédia que se abateu nesta manha na Escola Municipal Tasso da Silveira em Realengo no Rio de Janeiro onde um jovem entrou e atirou a esmo matando e feriando diversas crianças não tem explicação. Por mais que se busque traçar um perfil comportamental ou mesmo antropológico é difícil acreditar no papel a que um ser humano em nome de quem quer que seja tenha a coragem de protagonizar.

.

O Brasil possui problemas que permeiam todas as áreas de conhecimento. Não é de hoje que a violência vem crescendo e assustando a todos. Até um tempo atrás a violência se concentrava nos bolsões de pobreza e por lá ficava. Porém aquela mesma violência hoje bate a porta de cada um de nós. Já não escolhe classe social, cor, raça, sexo, religião. A percepção é de que a violência se institucionalizou no que se refere à presença em todos os cantos do país.

.

Nós, Brasileiros, sempre estivemos acostumados a acompanhar, atônitos, tragédias destas naturezas, melhor dizendo, tragédias não, atos de terrorismo em países do Oriente Médio e da Europa, haja vista a condição fundamentalista que se manifesta através da prática religiosa nestas regiões. Aqui no Brasil, até então, a liberdade religiosa sempre se baseou no respeito, em atos pacíficos, focados em ensinamentos humanistas e fraternais.

.

Dentro do contexto acima, não consigo compreender ações religiosas radicais que promovam derramamento de sangue. A melhor imagem representativa para mim no que se refere ao exemplo a ser seguido é a de Jesus. Em todo o tempo a narrativa bíblica sobre Jesus se passa mediante acontecimentos de curas, milagres, alimentando multidões, ressuscitando mortos, levando uma palavra de esperança e salvação.

.

E é dentro deste principio que finalizado este texto, pedindo a Deus que abençoe cada família que se encontra enlutada neste momento. Que acima de tudo tenhamos sempre a certeza de que o amor sobrepõe, em muito, o ódio, a intolerância e tantos outros sentimentos maleficos.

.

Em luto,

.

Carlos Ramalho

7º Belô Poético - 14 a 17/07/2011

Por Carlos Ramalho


Acontecerá em Belo Horizonte no período de 14 a 17/07/2011, no SESC Laces (Rua dos Caetes, 603), a 7ª Edição do Belô Poético - Encontro Nacional de Poesias, evento anual que reune Poetas de diversos estados brasileiros e de outros países. O objetivo é impulsionar transformação social através de reflexão poética, ou seja, utilizar a palavra com intuito de alcançar mentes e corações.


A sétima Edição do Belô Poético estará homenageando poetas brasileiros e estrangeiros que contribuem e contribuiram com a poesia nacional. Dentre os agraciados encontra-se o chileno Luiz Arias Manzo - Poeta e idealizador do Movimento Poetas Del Mundo, cuja filosofia é gerar mudança na vida das pessoas através da poesia.


Outro destaque relevante será o lançamento da Antologia Poética "Poetas En/Cena 5" que consiste na Reunião de Poemas de Poetas Brasileiros, o que inclui minha pessoa (Carlos Ramalho, rs).


Fique ligado e participe conosco.


Esperamos vocês.



Forte abraço,

Carlos Ramalho